emo?! whatafuck?

Navegando nas notícias, como faço todas as manhãs, deparei-me com a seguinte chamada: “G1 apresenta 15 discos para entender o emo“.

Tudo bem, pensei, vamos ver o que o G1 tem para me dizer. Lendo a matéria, quase tive um surto.

Só faltou os caras citarem CPM22. Obviamente não sabem nada sobre o estilo e muito menos se deram o trabalho de pesquisar sobre o movimento originário da cena de Washington DC lá pelo meio dos anos 80. Não tem a mínima noção de emocore, hardcore e pop-punk. Daqui a pouco até Britney SpearsMadonna viram emos – Britney não cantou “everytime I try to fly I fall without my wings“?

Segundo o G1, o emo foi popularizado por bandas como Fall Out Boy e Nx Zero. Dá vontade de mandar um e-mail desaforado pro editor de música de lá. Depois de críticas ótimas de alguns álbuns, me lançam uma cagada desssas. Claro, além da Nx citaram a DoD para representar a cena nacional – ao menos uma! E óbvio que, na visão deles My Chemical Romance viraram emos comparáveis a grupos como Fugazi e Embrace. Audácia!

Conseguiram alguns pontos lembrando da existência de Sunny Day Real State, The Get Up Kids e Jimmy Eat Word – que, apesar de serem da segunda geração emo, ainda contem a “essência emocore”, digamos assim. Foram pra lista também Rites of Spring e Buzzcocks – que na minha opinião tá mais pra safra do punk 77, mas ainda é tolerável.

Meu conflito: se as bandas “pós-emo”, por assim dizer, como SDRS e compania foram pra lista, onde foram parar as outras da mesma leva? Taking Back Sunday, Dashboard Confessional, Sparta, Saves the DaySilverstein estão aonde, pelo amor de Deus?

Agora verdade seja dita: morte aos desinformados! Onde diabos está Mineral na listagem? Se isso não é emo, meu nome é pafúncia, tenho 69 anos e cabelos verdes.

Não, gente, só porque alguns tem franja e berram quase chorando não quer dizer que são emos. G1! Contrate-me para revisar essas matérias de rock. Isso aí tá uma vergonha…

Anúncios

~ por Isadora Muller em dezembro 11, 2008.

3 Respostas to “emo?! whatafuck?”

  1. My Gosh, Pafúncia! Mas tu é praticamente uma Emoclopédia =P

  2. […] Já me chamaram “Emoclopédia”.  Mas vejam bem, podia ser pior: mesmo sendo uma geek de carteirinha, ao menos sei que não to no […]

  3. […] de “os mais mais”. Será que vão me decepcionar mais uma vez como fizeram com “Os 15 discos para entender o emo“? Que seja. Mas alguns dos 10 discos indicados por eles até são dignos. Vejamos a opinião […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: